Logo FDSM

INDICADORES DE INSERÇÃO SOCIAL

Um dos problemas que o processo de formação dos pesquisadores enfrenta é a tensão entre teoria e prática. Ao analisar esta tendência da academia em apartar-se do social, encontra-se a necessidade de incluir na grade de ensino da pós-graduação atividades práticas, a fim de resultar de maneira efetiva em transformações sociais, buscando transpor o déficit formado entre conhecimento acadêmico e participação dos discentes em ações que visem alteração social. A base teórica das pesquisas deve (ria) refletir no mundo concreto, de certa forma a mudar a vida de pessoas reais, tornando-se uma demanda emergencial.

Portanto, o resultado da produção acadêmica, necessária e desejavelmente causando um impacto social, em âmbitos locais, regionais e até nacional, é uma fração da responsabilidade dos PPGD’s, partindo ao encontro do compromisso de realizações sociais efetivas que levem, em algum grau, melhorias na condição de vida de uma parcela da população.

É a partir dessa nova perspectiva pela qual se percebe a pós-graduação, como agente de transformação e de impacto social, na busca de um resgate de valores, direitos e de condições existenciais perdidas no tempo e na ainda tardia modernidade brasileira que a FDSM tem em seu projeto de inserção social do PPGD, uma ferramenta institucional, cumprindo assim o seu papel social.

Buscando atender o objetivo proposto pela capes no sentido de trabalhar com os quatro grupos de impactos seguintes:

1. Impacto tecnológico/econômico – contribuição para o desenvolvimento microrregional, regional e/ou nacional destacando os avanços produtivos gerados; aumento da produtividade; disseminação de técnicas e conhecimentos que melhorem o desempenho econômico, respeitando e considerando seus efeitos sociais e ambientais;

2. Impacto educacional – contribuição para a melhoria do ensino básico, médio, graduação, técnico/profissional e para o desenvolvimento de propostas inovadoras de ensino. Um exemplo de contribuição nesse campo, passível de ocorrer em algumas áreas, seria a geração pelo programa de “livros-textos” para a graduação e de livros didáticos para o ensino fundamental e médio. Contudo, recomendamos também que esses trabalhos sejam pontuados positivamente, apenas quando forem excelentes ou muito bons. O objetivo desta ideia é estimular a produção de tais trabalhos só quando forem excelentes, uma vez que, se forem de qualidade média, não trarão nada de novo e, sempre, representam um esforço que afasta o professor de outras atividades prioritárias para o desempenho do programa, como a produção científica e orientação de alunos;

3. Impacto propriamente social – formação de recursos humanos qualificados para a administração pública ou a sociedade civil que possam contribuir para o aprimoramento da gestão pública e a redução da dívida social, ou para a formação de um público que faça uso dos recursos da ciência e do conhecimento;

4. Impacto cultural – formação de recursos humanos qualificados para o desenvolvimento cultural e artístico, formulando políticas culturais e ampliando o acesso à cultura e às artes e ao conhecimento nesse campo.

Programas
de Bolsas e Financiamentos

A chance de você realizar o seu sonho está cada vez mais próxima. São diversas opções de bolsas, e uma delas combina com você.

Saiba mais
FIES

Financiamento Estudantil do MEC destinado a financiar a graduação

CREDIES

Crédito Educacional que permite o pagamento de 50% do curso após a conclusão da graduação

BOLSA SOCIAL

Programa de bolsas institucional com descontos de até 30% na mensalidade.

PMPA

Programa de Bolsa Estágio da Prefeitura Municipal de Pouso Alegre/MG com bolsas de até 80% na mensalidade.